Os instagrams favoritos do momento

Estou sempre tentando encontrar o Momo. Às vezes encontro o Brooklyn na Keyko ou Manhattan na Kat_in_nyc. Gosto de ver fotos de viagens da Paula Buzzo. E viajei com as fotos da Modices por parte do Brasil. Morro de rir com os vídeos do Caio Braz. Tenho curtido o minimalismo da Varetinha e sonhado com a Itália da Nicolee Drake.

Listinha do momento. Amanhã mudo de ideia.

Já estou no Brasil. Não, não postei durante os 5 meses em NYC, mas se quiser ver algumas fotos que tirei lá, me segue no instagram . “Troco likes e sigo de volta”. BRINKS. 🙂

Anúncios

Clicks por aí..

Uma amiga comprou uma câmera nova, daí sábado decidimos dar uma voltinha na Benedito Calixto, pois é, lá vou eu fotografar a feirinha novamente. Chamei mais outra amiga e o legal é que as nossas fotos ficaram diferentes, mesmo sendo o mesmo local, os mesmos objetos. Aí vão algumas minhas.

Três mocinhas: Lux, Aline and Moi.

Mais fotos no flickr.

Preciso encontrar novos lugares para fotografar.

Trying again

Antes de mais nada, feliz 2012!

Decidi recomeçar o projeto 365 366 que tinha tentado em 2009, mas que parou nas primeiras 10 fotos.  Eu realmente quero fotografar mais esse ano, deixar de ser tão cri-cri com minhas fotos e melhorar meu olhar também.

As fotos serão postadas aqui e no meu Flickr. 🙂

1/366

Fora isso, os posts do blog continuarão normais. Se postar de mês em mês é normal. Lol.

Don’t try this at home

Mais um achado! O fotógrafo Jason Lee, pai de duas menininhas fofas, achou uma maneira divertida de deixar a avó a par de tudo que acontecia com elas. Li que ele começou o blog quando a avó estava doente e não podia ver as gurias diariamente. Isso tudo resultou em mais um daqueles blogs em que você vê todos os posts e ainda quer mais. Muito fofo.

Acho que preciso fazer uma tag de indicações de blog, né? Volta e meia tem um post assim por aqui. Enfim, enjoy. 😉

Benedito

Sábado resolvi fazer algo diferente fui na feirinha da Benedito Calixto. Para quem não conhece, trata-se de uma feira que acontece aos sábados na Praça Benedito Calixto, em Pinheiros. Lá, várias barraquinhas vendem artesanato, antiguidade e comida. Fui com a intenção de tirar uma foto para um concurso da faculdade, o tema é “Retratos Urbanos”. Achei duas pessoas que ficariam bem no retrato, mas não tive coragem de pedir a foto. =/ Não, e não dava pra tirar à espreita.

Enfim, acabei fotografando somente alguns seres inanimados, mas estamos aqui pra isso. Pra aprender a parar de ter vergonha na cara e começar a tirar foto que preste.

Resultado..

Mais fotos? Vai lá no Flickr. =)

Levitando.. or not

Gosto bastante de alguns blogs que poderiam ser simplesmente Flickrs, aqueles  em que as fotografias falam por si só, o texto é mínimo. Alguns exemplos? Half girl, Betty, Pandora, Alix. Tem um que eu tinha visto há tempos, depois perdi o link, mas acabei reencontrando. Infelizmente a última atualização foi em maio, mas vale muito ver os arquivos.

As fotos do blog da japonesa Natsumi Hayashi e as leis da física não caminham juntas.  Parece montagem, mas li que a japa e um amigo ajustam o temporizador da câmera e tiram centenas de fotos  até sair a imagem perfeita para o post. Paciência oriental mesmo, claro que deve ser divertido, mas é preciso ter coragem também. Sou meio envergonhada para ser fotografada em público, imagina pulando para lá e para cá feito louca até uma foto sair boa? hahaha.

Passeio Fotográfico – Paranapiacaba

Sábado decidi largar a preguiça e embarcar de manhã para um passeio fotográfico em Paranapiacaba. Para quem não sabe, trata-se de uma “vila” ao redor de uma linha de trem que nem sei se ainda é utilizada, a não ser pela Maria fumaça que leva os turistas uns 100 metros adiante e volta de ré. Confuso, mas quero explicar assim. ahahha

O lugar é muito bonitinho e tem cara de interiorrrrr, porém a intenção é de que seja um lugar turístico, e é aí que pecam. Infelizmente, a cidadezinha não tem estrutura suficiente para isso, pois a impressão que tive é que não há um comércio interessante, os restaurantes não são bons, e acredito que também não há gente preparada para atender “turistas”.

Como a nossa intenção era fotografar a cidade, ela cumpriu bem o papel de ser um bom cenário para fotos. Não boas fotos, porque né, aí já é um problema da pessoa que aperta o botão.

Apesar da cri-crítica (blergh), foi um passeio muito agradável (tirando a parte da bateria descarregada) e eu voltaria ao local. =)

Este slideshow necessita de JavaScript.