O inverno em algumas fotos

Separei fotos aleatórias que tirei nos últimos dias. O inverno pode ser bem chatinho, mas que é bonito, é!

Vi neve pela primeira vez há um mês mais ou menos. Defini como uma chuva silenciosa.

DSC00925DSC00926DSC00927

Essas três fotos acima são do “quintal” da família do Nathan em Groveland, MA. =)

Abaixo estão as fotos da janela do meu quarto em Jamaica Plain, Boston.

DSC00885

Pai e filha fazendo boneco de neve durante uma tempestade.

DSC00887

Vizinhos

DSC00924

Minha rua é muito fofa. Ignorem as latas de lixo.😛

DSC00889

Da janela da cozinha. Quando está mais quente uma tiazinha aparece aí na varanda com uma espada fazendo alguma arte macial que não sei o nome. É estranho, tipo essa foto torta.

DSC00891

Da varanda… ou balcony.

DSC00895

Queria ver essas árvores na primavera.🙂

DSC00920

Mel. Porque é bonitinho.

DSC00883

Nate

Festa estranha com gente esquisita

Muita coisa aconteceu desde meu último post aqui. Cá estou em Massachusetts, passando mais uma temporada na América.

DSC00096

Outra coisa que rolou foi que eu tinha parado de fotografar, perdi a vontade. Acho que carregar a câmera pesada me fez desistir. Óbvio que o celular está sempre disponível, mas não é aquela sensação de sair para fotografar. Daí decidi comprar uma câmera nova, mirrorless, bem mais fácil de levar.

Sábado à noite, depois de um dia inteiro de ressaca, decidi sair para usar meu novo brinquedo. Foi uma decisão meio burra, afinal, câmera nova, fotos noturnas, não é o jeito mais fácil de começar, mas fiquei satisfeita com algumas imagens, mas é fato que um tripé ajudaria muito.

Essa época de fim de ano é muito marcante e insana nos EUA. Já passei pela fase do Halloween, Thanksgiving e agora, o Natal. Até tinha tirado umas fotos sobre Halloween, mas perdi o timing. Então vamos lá, Christmas time!

DSC00141

Passeio pelo Faneuil Hall, Boston, MA.

DSC00152

É nessa região que ficam localizados o Quincy Market North e South Market Boston.

DSC00044

DSC00067

DSC00177

Nesse dia rolou um evento chamado Ugly Sweater Boston Pub Crawl, o que foi uma surpresa. Imaginem a minha cara quando encontrei um monte de gente vestida de papai/mamãe noel e duendes “sexy”, pois é, até postei lá no snapchat (@tathmoreira) um vídeo da “festa estranha com gente esquisita”. Fato é que me rendeu algumas fotos.😀

DSC00063

Praticamente uma mistura do Brasil com o Egito.

DSC00069

Mistura mesmo.

DSC00180

A sociedade hoje.

DSC00202

Eu realmente quero escrever mais por aqui. Tenho a impressão de que esqueci como escrever mais de 140 caracteres. haha =)

Os instagrams favoritos do momento

Estou sempre tentando encontrar o Momo. Às vezes encontro o Brooklyn na Keyko ou Manhattan na Kat_in_nyc. Gosto de ver fotos de viagens da Paula Buzzo. E viajei com as fotos da Modices por parte do Brasil. Morro de rir com os vídeos do Caio Braz. Tenho curtido o minimalismo da Varetinha e sonhado com a Itália da Nicolee Drake.

Listinha do momento. Amanhã mudo de ideia.

Já estou no Brasil. Não, não postei durante os 5 meses em NYC, mas se quiser ver algumas fotos que tirei lá, me segue no instagram . “Troco likes e sigo de volta”. BRINKS.🙂

Tentando de novo

No último post que fiz aqui eu falava sobre fazer a primeira viagem para outro país. Eu fiz e voltei. Voltei para ficar por uns 5 meses e ter a experiência de morar sozinha (ou quase, melhor dizendo, não morar na casa da minha mãe, já que aqui divido a casa com um brasileiro, dois franceses, uma americana e uma polonesa), morar sozinha em um país onde não falam minha língua, morar sozinha num país onde não falam minha língua sem saber cozinhar, morar sozinha num país onde não falam minha língua e ter que me virar. Sempre vou pelo caminho mais fácil, só que nops.

O comentário da minha mãe foi que tudo bem eu ir porque EU ERA ASSIM. haha Minha sobrinha perguntou por que eu era tão viajeira (6 anos), e eu me pergunto o que tô fazendo aqui sem cachecol, já que trouxe um lenço, então não posso parafrasear Caetano e, obviamente, também trouxe documentos ou a experiência de passar pela imigração seria mal sucedida e eu não queria pagar esse mico.

Admito que ando perdida nesses primeiros dias, mas acho que vou começar a contar minhas experiências por aqui. E também vou usar o espaço para postar uns mini projetos de fotografia que tenho em mente. Nada demais, só para tirar o ferrugem da minha Nikon.

Então é isso… vou tentar de novo.

As 10 coisas, digo, 7

Eu queria estar dormindo agora, mas eram 16:30h quando fechei os olhos. Acordei 17h. É meu corpo me trollando, um tipo de “Acorda pra vida, Bitch!”. Confesso que ainda não larguei a cama, mas abri aqui alguns blogs e vi um post em que a menina lista 10 coisas boas que estão acontecendo na vida dela. Decidi me desafiar e ver se tiro alguma coisa desses últimos dias. Lá vai:

1. Faltam 10 dias para minhas férias, após 1 ano e 8 meses esperando ansiosamente.

2 . Faltam 12 dias para fazer minha primeira viagem internacional, vou para Nova Iorque, sozinha. A minha esperança é chegar no aeroporto e não ligar para a minha mãe pedindo para ela ir me buscar.

3. Apesar de estar empolgada com as férias, nunca me senti tão útil no trabalho. Mudei de produto e tem tanta coisa para fazer..

4 . Até o final do ano tenho outra viagem. Um lugar que o destino sempre me leva para ver se tomo jeito de gente e penso que as coisas ruins podem passar.

5. Nos últimos tempos tenho mais vontade de fazer exercício físico. Na real, eu nunca pensei que me matricularia numa academia, mas estamos aí. Não é uma coisa assídua, mas para quem nem imaginava, já é um passo.

6. Tenho o Linus, o beagle, o cão mais caótico, mas que me dá umas lambidas na cara de vez em quando, além de uns arranhões, claro. Só queria conseguir ficar mais tempo com ele.

7.  A terapia. Ainda tem muita coisa pela frente, mas eu comecei depois de fugir por muiiito tempo.

Não consegui as 10, mas eu tentei. Em seis meses devo ter mais coisas boas para listar.

Voltando?!

Eu tenho esquecido um pouco do meu blog. Mas nem é tão surpresa,  meus blogs sempre brincaram de morto-vivo-morto.

A propósito, fez um ano que o Try again começou e, apesar de ter lembrado do dia, esqueci de fazer um post. Isso foi em abril (shame on me). Outras coisas também aconteceram,  já entreguei a primeira parte do meu TCC, tive férias, voltei às aulas, completei 26 anos, mas tudo passou em branco por aqui.

Não tenho muito como me redimir, aliás, tem alguém aí ainda?

Bom, vamos para o que realmente importa: FOTOS.

Sábado fui rapidinho na Galeria do Rock comprar ingressos para o show de lançamento do DVD de 20 anos do Dead Fish, sim, direto do túnel do temmmpo. haha Tirei algumas fotos da galeria. Decidi deixar tudo em P/B. Taí.

What the ‘music’ gave me

Sabe quando você começa a gostar de uma banda depois que ela passa pelo Brasil? Pior, você tinha ingressos para ir no festival que eles tocaram, mas vendeu por preguiça de aguentar dois dias de shows, daí decide assistir tudo do sofá da sua casa e, putaquepariu, se apaixona perdidamente pela banda.

Pois é, aconteceu comigo + Foster the people, como faz para tratar desse arrependimento?

E esse clipe é bem foda:

Bom, deixa eu falar mais um pouco sobre meus arrependimentos, pois não é apenas por uma banda que ando apaixonada. Na época que a Florence and the machine veio para o Brasil, eu estava ouvindo bastante as músicas deles, lembro que uma amiga me ofereceu ingressos por um preço camarada no dia do show, mas eu nem estava na vibe, não fui, agora ando com apaixonite pela linda da Florence Welch. Que vida, amigos. hahahah

Gata garota.😛

Essas paixões meio tardias são legais de acontecer, pois confesso que andava com uma preguiça absurda de procurar bandas novas. Saudade dos bons tempos de Last.fm…

Jorge Amado e Universal

Há algumas semanas fui dar uma volta com umas amigas no parque da luz e no Museu da língua portuguesa, onde está rolando uma exposição do Jorge Amado. O passeio rendeu umas fotos legais, separei algumas da exposição, que é muito interessante, aliás.

Nas últimas fotos, Lux e Jacque.🙂

Queria colocar mais fotos aqui, mas o post ficaria meio pesado. Vou adicionar algumas fotos no flickr, por falar nisso, estou a fim de começar um flickr novo. Enjoei do meu.

Ah, sei lá, e sempre ultimamente sou mais imagem do que palavras.

Museu da língua portuguesa
“Jorge Amado e Universal”: Um olhar inusitado sobre o homem e a obra
Período: de 17/04/2012 a 22/07/2012 – Dá tempo!

 

Clicks por aí..

Uma amiga comprou uma câmera nova, daí sábado decidimos dar uma voltinha na Benedito Calixto, pois é, lá vou eu fotografar a feirinha novamente. Chamei mais outra amiga e o legal é que as nossas fotos ficaram diferentes, mesmo sendo o mesmo local, os mesmos objetos. Aí vão algumas minhas.

Três mocinhas: Lux, Aline and Moi.

Mais fotos no flickr.

Preciso encontrar novos lugares para fotografar.